Os padrões de referência para os calçados profissionais - Reposa

Os padrões de referência para os calçados profissionais

Os padrões de referência para os calçados profissionais

Os padrões de referência para os calçados profissionais

Os calçados de trabalho são um acessório não só indispensável à saúde do trabalhador, mas também  obrigatório.  Não è por nada que eles se enquadram na categoria de equipamento de protecção individual (DPI).

Se em algum momento, de fato, os chamados sapatos de segurança eram usados apenas em trabalhos mais difíceis e perigosos , como os realizados em oficinas, estaleiros e fundições, hoje os sapatos  profissionais estão aos pés de inúmeros profissionais: de profissionais da saúde, a laboratórios, escolas, empresas de limpeza e centros de beleza.

Os calçados profissionais têm características e peculiaridades específicas em resposta aos riscos que podem ser encontrados no local de trabalho e que, infelizmente, apesar da avaliação prévia e da adopção de todas as medidas, não é possivel eliminar.

É por isso que existem dispositivos de protecção individual, que representam um nível adicional de protecção contra os riscos residuais inelimináveis.

Mas entre as muitas ofertas disponíveis, como escolher o calçado profissional mais adequado para se proteger dos riscos do seu trabalho? Neste artigo vamos lançar alguma luz sobre as certificações relativas aos calçados profissionais, que têm a função de garantir a sua qualidade e aptidão para o uso.

.

Certificações e normas de segurança

As normas de segurança a serem respeitadas emqualquer local de trabalho são definidas por normas precisas, as UNI EN ISO, que têm parâmetros de referência e especificações muito rigurosas, as quais, para obter a certificação, são testadas no produto por terceiros autorizados.

Estas instituções certificadoras super partes cuidam de recriar em laboratórios os ambientes e condições adequadas para testar e autenticar os níveis de proecção do calçado que, se forem essenciais, devem ser comunicados na sola. Estas são geralmente referidas como marcas de segurança.

Alem desses requisitos essenciais, há requisitos adicionais que são obrigatórios ou opcionais, dependendo do local de trabalho.

.

As Normas Europeias de Seguraça: as certificações EN ISO

Mas que organismos ditam as normas de segurança?

Há mais de uma, mas a organização mais importante do mundo para normas técnicas e segurança no trabalho è certamente International Organization for Standardization, em português a “Organização Internacional de Normalização”, geralmente abreviada para “ISO”.

Os padrões estabelecidos por esta organização baseada em Genebra são utilizados por organizações já em 164 países em todo o mundo, os quais são obrigados a adaptar os seus sistemas de gestão da qualidade a estes padrões e actualizá-los periodicamente no caso de quaisquer revisões aos padrões existentes.

Desta forma, quando um produto presenta uma certificação ISO, há a garatia de um alto e igual nível de qualidade e segurança para todos os produtos com esta certificação. Atualmente, os padrões de referência para sapatos de trabalho são os seguientes:

  • EN ISO 20344:2011 – esta norma estabelece os testes e métodos de ensaio para calçado concebido para ser DPI, e deve ser cumprida em conjunto com as normas EN ISO 20346, EN ISO 20347 ou EN ISO 20347 em relação aos riscos específicos contra os quais são testados
  • EN ISO 20345:2011 – refere-se a calçado de segurança para uso geral, identificado como, “calçado de segurança”, e oferece a protecção contra os riscos mecânicos, riscos de deslizamento, riscos térmicos, bem como estabelece a presença de uma biqueira de protecção com resistência a 200 joule (igual ao impacto causado por um peso de 20 kg que cai de 1 metro de altura)
  • EN ISO 20346:2012 – os calçados que têm este código são definidos como “calçado de protecção”, e têm uma biqueira resistente a impactos até aos 100 joule
  • EN ISO 20347:2012 – que corresponde à definição de “calçado de trabalho” e não requer a presença de uma biqueira, mas pode ser complementada por algumas funções de protecção adicionais, dependendo das necessidades

De acordo com estas certificações, os calçados DPI são obrigados a ter certas características e a garantir uma certa performance. Os requisitos de um calçado podem ser identificados com mais detalhe através da presença de marcações, representadas como letras ou símbolos, cada uma correspondendo a um tipo diferente de desempenho, por exemplo:

  • A: calçado antiestático
  • E: absorção da energia na zona do calcanhar
  • P: resistência à perfuração do fundo do sapato
  • FO: resistência da sola aos hidrocarbonetos
  • SRA, SRB o SRC: desempenho antiderrapante da sola em diferentes condições de utilização
  • Marca CE: indica a conformidade com os regulamentos da Comunidade Europeia sobre produtos comercializados

Só para citar alguns.

.

As certificações dos produtos Reposa

Mas vamos tornar as coisas mas claras tomando como exemplo alguns dos tamancos sanitários de topo de gama da Reposa, indo para ver quais são as normas e marcações correspondentes a que se referem.

Safe

  • Norma: EN ISO 20345:2011; o que significa? Como já vimos, esta certificação corresponde a um tipo de calçado de trabalho dotada de biqueira. Reposa Safe é de fato, um modelo classificado como calçado de segurança e, portanto, dotado de uma biqueira com uma restência ao impacto de até 200 joule
  • Marcações: SB, que significa que o calçado tem uma biqueira com resistência a 200 joule, respeita a altura mínima da parte superior e tem uma sola resistente aos hidrocarbonetos, CE (em conformidade com as normas europeias), A (antiestático), E (absorve energia na zona do calcanhar), e SRC (máximo coeficiente antiderrapante).

Max e Easy

  • Norma: EN ISO 20347:2012; aquí está um exemplo de calçado sanitário fabricado em diferentes modelos mas cumprindo a mesma norma: os tamancos sanitários Reposa Max e Reposa Easy são certificados como calçados de trabalho, não prevêem a presença da biqueira e garantem elevados níveis de conforto, sendo portanto adequados para desenvolver actividades de trabalho. A única diferença é a presença, no modelo Max, da bracelete basculante posterior, enquanto o modelo Easy está completamente aberto na parte detras.
  • Marcações: OB (calçado de trabalho), A (antiestático), E (absorve energia na zona do calcanhar), SRC (máxima performance antiderrapante) e CE (conformidade europeia).

Medical O, Work O e Nurse O

  • Norma: EN ISO 20347:2011; as Reposa Medical O, Work O e Nurse O são sapatos de microfibras concebidos para hospitais, farmácias e para todo o sector ho.re.ca., que possuem todas as características próprias dos sapatos de trabaho. A diferença neste caso, é comunicada pelas marcações.
  • Marcações: se para Reposa Medical O as marcações são E, A, ORO (sola resistente aos hidrocarbonetos) e SRC, Nurse O e Work O são marcadas com O1 e SRC, e são precisamente estas diferencias que determinam a escolha do sapato de trabalho mais adequado para estes sapatos aparentemente muito semelhantes.

Medical S, Work S e Nurse S

  • Norma: EN ISO 20345:2011, a versão dotada com biqueira dos modelos anteriores.
  • Marcações: os modelos Work S e Nurse S possuem marcações S1, que certifica em uma única marcação características como a parte posterior fechada, antiestaticidade, a resistência aos hidrocarbonetos e capacidade de absorção de energia do calcanhar, e uma sola certificada  SRC. O modelo Medical S tem, pelo contrario, as marcações SB, A e SRC.

 

As prestações dos produtos Reposa resultam não só do cumprimento das normas acima mencionadas, mas também e sobretudo da investigação e inovação contínuas com o objectivo de elevar ao máximo todas as qualidades do produto. A diferença entre cumprir um padrão e superá-lo está na execução de técnicas de produção, no esforço de melhoria até ao aperfeiçoamento e no desejo de permanecer sempre um ponto de referência no mercado em que se opera: valores partilhados por todos os melhores produtores de calçados profissionais, especialmente por aqueles que garantem a promoção e a continuidade do Made in Italy.

  • Reposa Safe: o tamanco com biqueira reforçada contra os riscos de impacto e esmagamento

    Reposa Safe: o tamanco com biqueira reforçada contra os riscos de impacto e esmagamento

    VISÃO
  • Sapatos sanitários fechados ultraleves Reposa Smart e Reposa Power

    Sapatos sanitários fechados ultraleves Reposa Smart e Reposa Power

    VISÃO
  • DPI e DM, qual é a diferença?

    DPI e DM, qual é a diferença?

    VISÃO
  • Risco elétrico no local de trabalho: Antiestático e ESD ( Electrostatic Discharge )

    Risco elétrico no local de trabalho: Antiestático e ESD ( Electrostatic Discharge )

    VISÃO
  • Materiais e Tendências nos calçados de trabalho

    Materiais e Tendências nos calçados de trabalho

    VISÃO
  • Porque escolher um producto sustentável?

    Porque escolher um producto sustentável?

    VISÃO
  • Tamancos Sanitários: quando substituí-los?

    Tamancos Sanitários: quando substituí-los?

    VISÃO
  • O tamanco smart, com microchip ou tag Rfid

    O tamanco smart, com microchip ou tag Rfid

    VISÃO
  • Como se limpam os tamancos sanitários?

    Como se limpam os tamancos sanitários?

    VISÃO
  • Como escolher o melhor tamanco sanitário?

    Como escolher o melhor tamanco sanitário?

    VISÃO
logo Reposa

Reposa é o brand comercial de Giannoni Group srl, empresa especializada à mais de 30 anos na moldagem por injeção de matérias plásticas pela produção de tamancos sanitários profissionais.

Privacy policy - Cookie policy

P.iva 05516150488

Giannoni Group Srl

via 8 Marzo n.14
Zona Industriale Terrafino
50053 Empoli (FI) - Italia

Tel. +39 0571 83425