Quantas vezes acontece, especialmente enquanto estamos no trabalho, de nos encontrarmos em ambientes totalmente desprovidos de eletricidade? Com o desenvolvimento tecnológico moderno esta possibilidade é praticamente impensável, mesmo que, na presença de uma fonte de energía eléctrica, o risco de apanhar um choque esteja sempre à espreita. Esta desagradável e dolorosa eventualidade, quando é presente no local de trabahlo, chama-se risco eléctrico: um perigo que pode variar em termos de entidade, mas que está mais ou menos presente na maioria dos locais de trabalho.

.

Como nos protegemos de perigos elétricos?

É aconselhavel e em muitos casos obrigatório o uso de protecção adequada quando se está sistematicamente expostos a riscos eléctricos, razão pela qual os uniformes de muitissimos profissionais estão acompanhados muito frequêntemente com calçados DPI com certificação Antiestática ou ESD (electrostatic discharge).

Estas designações, que indicam ambas a capacidade do dispositivo de protecção contra riscos eléctricos, diferem uma da outra num detalhe muito significativo:

  • Antiestático (A) significa que o DPI tem a propriedade de dispersar cargas electrostáticas, evitando a sua acumulação na superfície do próprio sapato, evitando assim a súbita transferência de electricidade de um objecto com carga eléctrica para o corpo do operador: por outras palavras, evita que o operador apanhe um choque ao entrar em contacto com objectos com carga eléctrica.
  • ESD por outro lado, significa que o DPI, neste caso o calçado, descarrega constantemente energia no chão, protegendo não só o operador, mas também as máquinas que ele utiliza com as quais entra em contacto. De facto, alguns dispositivos electrónicos correm o risco de serem danificados se não forem tomadas as medidas de prevenção adequadas, uma vez que são sensíveis à electricidade até ao ponto de se avariarem devido a descargas electrostá

Um dispositivo ESD nasce, portanto, para proteger tanto a pessoa que o usa quanto as máquinas utilizadas, enquanto um acessório com uma marcação A, pelo contrário,  só é capaz de proteger o operador.

Por fala rem calçados, os antiestáticos têm uma resistência eléctrica que viara entre os  100 KiloOhm aos 100 MegaOhm, enquanto os ESD têm uma gama desde 100 KiloOhm até 35 MegaOhm.

Tenha em mente que os calçados ESD são também antiestáticos, enquanto o calçado antiestático nem sempre é também ESD.

.

A inovação do sapato de trabalho ESD

Atualização da linha Reposa esterilizável

O risco elétrico, embora de forma diferente, é um risco transversal presente em muitos locais de trabalho, isto porque as cargas eletrostáticas não são geradas apenas na presença de uma fonte de energia. A maneira mais fácil de gerar electricidade é o esfregando dois materiais juntos: basta desenrolar ou manusear materiais plásticos como o PVC para criar uma acumulação de cargas electrostáticas capazes de gerar um choque, ou caminhar sobre pavimentos sintéticos com sapatos também sintéticos nos pés, como são efectivamente a maioria das solas dos sapatos.

Max ESD Certificado: CERT ESD _ 2020_3541

.

Qual é o valor acrescentado do ESD neste caso?

Os calçados ESD diferem do antiestático mais comum devido à sua capacidade dissipativa, que descarrega constantemente cargas eléctricas para o chão, impedindo a sua acumulação.

Para conferir esta propriedade aos tamancos Reposa, uma ficha de borracha de alta tecnologia foi concebida e inserida no leito do pé. As vantagens e as melhorias:

 

  • Resistência ao longo do tempo: Se as propriedades antiestáticas estão frequentemente sujeitas a variações e desgaste, como resultado do uso, manutenção e lavagem, a peça moldada e inamovível permite que o nível pe protecção do calçado se mantenha inalterado
  • Conforto: a peça está perfeitamente incorporada na sola e é imperceptível durante o ajuste e durante a caminhada
  • Segurança: mesmo a posição da peça não é acidental! Está localizada na altura dos metatarsos, que é o ponto de maior contacto entre o pé e o chão
  • Performance: esta inovação melhora e estabiliza os valores antiestáticos, dando ao tamanco a propriedade de ESD

 

Esta tecnologia aplica-se à linha de tamancos esterilizáveis Reposa, que foi recentemente actualizada, e à sapatilha ultraleve Reposa Smart, que já nasceu sob o signo de ESD.

Información requerida

    Eu concordo com o tratamento dos datos pessoais,
    leia a política de privacidade os datos marcados com * são obrigatórios