Calçados para Laboratórios

Os laboratórios e os centros de investigação desenvolvem um papel fundamental em assegurar a saúde das pessoas e a qualidade dos productos colocados no mercado. É porém fundamental não comprometer o higiene e a integridade não apenas dos laboratórios e das análises em curso, mas especialmente dos operadores que desenvolvem este delicado e importantíssimo trabalho.

Reposa, desde décadas é garantia de seguridade e qualidade na produção de calçados de trabalho certificadas DPI, certifica-se de fornecer sapatos para laboratórios de alto nível, inteiramente made in Italy e que satisfazem as predisposições dos órgãos de Segurança e Qualidade, bem como às normativas Europeias EN ISO 20347:2012 e 20345:2011.

Esto é possivel graças a uma actividade de contínua busca e experimantação. Desde os tamancos em goma SEBS, hasta a linha últraleve em EVA reticulada, até aos modelos em microfibra respirável, Reposa fornece uma ampla escolha e vários níveis de protecção para responder às exigências de cada tipo de laboratório com as suas tarefas específicas.

O Sapato de Laboratório: características

 

Vamos ver quais são as componentes que tornam os calçados Reposa DPI de elevadíssima qualidade e funcionalidade, perfeitas para as actividades desenvolvidas nos laboratórios:

  1. Parte superior fechada liza: amostras analizadas e substâncias manuseadas no laboratório, que sejam químicas ou orgánicas, podem ser muito perigosas ao contacto com a pele. Para evitar que esto se verifique, é preciso proteger-se adequadamente, e os calçados que vestimos são um dos dispositivos mais importantes para a própria seguridade. Os tamancos de laboratório Reposa, em goma SEMS macia, têm a parte superior fechada mesmo para reparar o pé contra a queda acidental de líquidos ou substâncias infectantes ou irritantes.

Podemos ver esta característica em todos os modelos Reposa, a partir dos grandes clássicos Max, Complete e Easy.

Um elemento acrescentado são as janelas laterais, que permitem uma correcta ventilação do pé para uma união ideal entre segurança e conforto.

 

  1. Material lavável e autoclavável: nos laboratórios de análises, onde os ambientes e as amostras não devem ser contaminados por agentes externos, precisamos de um adequado nível de higiene para os próprios disposití Nos laboratórios industráis, onde se efectuam análises químicas, provas de cores e desenvolvimento de novos processos industriais, os operadores sujam facilmente o vestuário e também os calçados.

Ter a possibilidade de lavar e higienizar facilmente os próprios calçados torna-se porém indispensável para manter a limpagem, o higiene e a decência do pessoal.

Para responder a esta exigência, os tamancos de laboratório Reposa são realizados em goma termoplástica: um material facilmente lavável e esterilizável também em autoclave até aos 134°C. Para ulteriores informações sobre a lavagem dos tamancos de trabalho, leia o artigo dedicado.

 

  1. Sola Antiderrapante: Durante as várias actividades desenvolvidas nos laboratórios, equipamentos e instrumentos devem ser mantidos limpos, isso implica o uso constante de detergentes que inevitavelmente podem cair no chão e tornam o piso escorregadio. A sola antiderrapante certificada SRC foi estudada para manter a aderência com o chão também em presença de agua ou outros lí
  1. Biqueira Protectora: Em mover equipamentos ou recipientes como por exemplo sacos ou tanque que contem reagentes químicos, as amostras mesmas para analizar que podem chegar a ter um peso elevado, pode acontecer de deixar inadvertidamente cair no chão o sobre os pés um peso que pode ser causa de feridas ou esmagamentos. A biqueira de aço neste caso vem para o resgate, para proteger contra o risco de feridas até graves. A biqueira de segurança, injectada e retráctil, pode-se encontrar no modelo Safe.
  1. Inserto Antiestático: a última novidade Reposa para a linha autoclavá Os fenómenos ESD (electrostatic discharge) são comuns em muitos ambientes de trabalho, incluidos alguns laboratórios, e representam um factor crítico que temos que considerar. Por este motívo a última melhoria introduzida nos tamancos autoclaváveis Reposa é mesmo o inserto ESD, que permite a absorção de cargas electroestáticas e protege o operador contra possíveis choques.
  1. Atenção à comodidade: em muitas actividades desenvolvidas nos Laboratórios conectadas com o uso de específicos instrumentos, o pessoal deve ficar de pé durante muitas horas no dia, e portanto o uso de DPI confortáveis e cômodos é fundamental para a saúde do operador. Os calçados Reposa são projectados no detalhe pelo que diz respeito a altura do salto e na amplitude da planta para permitir um conforto prolungado e não cansar pés e pernas. Um exemplo em que “conforto” se traduz com “leveza” é a linha últraleve Light, da qual fazem parte os modelos Light One e Light Shock os quais pesam mediamente só 300gr cada par.

Hoje mais que no passado as empresas chamam a atenção para a seguridade, seja porque existem normas em vigor, seja porque sentem a necessidade de desenvolver processos de constante melhoramento da qualidade e segurança do trabalho dos próprios dipendentes. Consequentemente, inserir no equipamento dos DPI un tipo de calçado seguro e certificado torna-se seguramente un ulterior avanço no âmbito da qualidade do trabalho dos próprios empregados.